Seguir por email

domingo, 18 de fevereiro de 2018

tinta permanente - João Pires - "Carnaval de três dias"

Carnaval de três dias
Marchantes do disfarce
Só quero descer a avenida
Olhando apenas para ti
A marcha é a minha maior força
A força de tantos marchantes
O conforto e carinho de quem assiste
E o teu olhar provocador entre marchas
Alegria estampada na cara das pessoas
Como te explico
O que sinto por ti?
Sou apanhado de surpresa
Exuberância de cores e emoções
O Carnaval já passou
Mas a festa continua
As máscaras não caíram
E tudo a chuva levou
A festa da Primavera e da fertilidade
Que venham as grandes colheitas
Vamos louvar divindades
A divindade do amor e da amizade
Ergue a taça de vinho
Celebra a vida agora
Lança um sorriso
Abraça o teu semelhante sem demora
Adeus à carne que vem aí a Quaresma
Vamos celebrar os deuses da fertilidade
Dançar sem parar toda a noite
E desmaiar em lágrimas de felicidade
Vamos desfilar pelo resto do ano
Numa estrada sem fim
De marcha em marcha
Ofereço-te o perfume do alecrim
No teu olhar provocador
A festa de rua terminou
Outras virão que se tornarão públicas
Fala a voz de quem já amou
Numa noite de folias excêntricas
E tu que me dizes destas fantasias
Agora que o desfile terminou
Numa noite de alegrias sem fim
E que voltem as máscaras


14-02-2018

João Pires

Joao Pires autor
Joao Pires autor