Seguir por email

terça-feira, 30 de novembro de 2010

"Se Portugal não tem juízo, o FMI acaba por vir"
De acordo com entrevista à agência Lusa, o senhor FMI português, Manuel Jacinto Nunes, o homem que há meio século negociou a adesão portuguesa à instituição, alertou que se
 
Portugal "não tem juízo" o fundo vai acabar por intervir, e com "mão de ferro". Ele saberá muito bem o que quer dizer "mão de ferro", o que certamente será partilhado pelos mais experientes da vida.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Produção automóvel cresce em Outubro
A produção automóvel cresceu, em Outubro, 22% relativamente ao mês homólogo anterior. Em Portugal no passado mês foram produzidos 14.982 veículos automóveis.
A Autoeuropa pretende chegar às 100.000 viaturas ainda este ano. Talvez o seu objectivo tenha ficado comprometido com a Greve Geral do passado 24 de novembro. A ver, a ver...

domingo, 28 de novembro de 2010

A greve geral de 24 de novembro foi inconsequente



Não é bem verdade porque ajudou a encolher o PIB

A sensação de inutilidade das greves e protestos sindicais nasce do irrealismo das reivindicações e da ausência de soluções viáveis bem como da imagem totalmente desactualizada dos sindicatos que ainda funcionam com base em pressupostos dos anos 70.

A "precariedade das condições de trabalho" e "aumento salarial" são argumentos desde sempre defendidos pelos sindicatos mas que são apenas parte do quebra-cabeças. E a população portuguesa já percebeu.

O delírio da CGTP e da UGT sobre o número de grevistas de 24 de novembro de 2010, os inacreditáveis 3 milhões, denota o estado de negação da realidade do movimento sindical em Portugal. As reivindicações feitas a um Estado a escassas semanas de admitir falência, completam o retrato de negação, que arrisca atirar as centrais sindicais para a total irrelevância. O problema é que os sindicatos são de facto precisos. A sua ineficácia prejudica sobretudo as pessoas que dizem representar.

O enorme desafio - para sindicatos, empresas e políticas públicas - é encontrar o equilíbrio possível entre a necessidade incontornável de conter custos e a correcção da cada vez maior desigualdade de rendimentos. Portugal parte para esta era de austeridade económica como a segunda sociedade mais desigual do mundo desenvolvido, só atrás dos Estados Unidos. Esta desigualdade - com impacto na qualidade de vida de todos e na prosperidade da economia - torna mais exigente o afinamento das políticas duras que terão de ser adoptadas.  O mais grave é que esta tendência está para ficar: refiro-me à tendência para agravar o fosso entre os pobres e o ricos, sinal que a economia portuguesa não está a funcionar correctamente, pois o governo de José Sócrates não tem tempo para afinar políticas. Ao mesmo tempo, no sector privado começa a delinear-se uma pressão grande para cortar salários, uma tendência que ganhará peso com o apoio certo do FMI a Portugal.

Assim, se o FMI intervir em Portugal, teremos a posição dos sindicatos ainda mais reduzida.

A credibilização dos sindicatos poderia ser grande, aumentando a sua influência quer na concertação social, quer a um nível mais micro, junto das empresas e do Estado.

Porém, as centrais sindicais - com destaque para a maior, a CGTP - não estão interessadas na realidade, fazendo lembrar o animal que prefere enterrar a cabeça dentro da areia. Preferem concentrar esforços na defesa dos "direitos adquiridos", mas quais direitos ??, incompatíveis com a situação financeira do país. De notar que os direitos adquiridos também evoluem de acordo com a economia do pais. Valorizam a retórica vazia dos "patrões exploradores" e "das trabalhadoras e dos trabalhadores". Apostam na luta de classes, à boa maneira dos anos 70, um jogo de soma nula em que uns perdem e outros ganham. A sensação de inutilidade das greves e dos protestos nasce antes de mais aqui: no irrealismo das reivindicações e na ausência de propostas viáveis.

Perante esta incapacidade, não espanta que a influência dos sindicatos esteja em queda (de 25% de sindicalizados em 1995 para os actuais 17%) e que viva acantonada no sector público. Até agora o Estado era o único terreno onde a incompetência sindical ainda passava. Os funcionários públicos não só podem fazer greve - porque têm o emprego protegido por lei e não concorrem com os chineses -, como quando o fazem conseguem perturbar o país, parando escolas, hospitais e outros serviços. É por isso que a alegada greve geral histórica desta semana foi apenas uma greve da função pública. Os 3 milhões de grevistas moram apenas nas cabeças dos líderes sindicais, bem ao lado da influência que ainda julgam ter.

Por estas razões deixei de estar sindicalizado há alguns anos.

Entendo que os sindicatos devem urgente mente evoluir e libertarem-se definitivamente do espírito dos anos 70.

Gostaria que os sindicatos portugueses mudassem o discurso:

Precariedade no trabalho: Não
Aumento salarial: Sim
...
O que propõem os sindicatos para que tal aconteça ???
O site Lendas de Portugal vale 24M eur



De acordo com o bizinformation.org o site Lendas de Portugal vale 24 milhões de euros, avaliação efectuada com base no numero de visualizações diárias, nos visitantes diários e na classificação mundial e portuguesa.

sábado, 27 de novembro de 2010

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, teve este sábado conversas telefónicas com vários líderes europeus, entre eles o primeiro-ministro português, José Sócrates, sobre a crise da zona euro, divulgou o Eliseu em comunicado. 


«No prolongamento da sua conversa telefónica com a chanceler alemã, Angela Merkel, na quinta-feira, e do encontro com o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, na sexta-feira, o presidente da República prosseguiu as suas consultas sobre a situação da zona euro e falou por telefone com o presidente do Conselho italiano, Silvio Berlusconi, o primeiro ministro português, José Sócrates, o presidente do Conselho europeu, Herman Van Rompuy, e o presidente do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero», informou a presidência francesa. 

Angela Merkel e Nicolas Sarkozy discutiram quinta-feira o plano financeiro de ajuda da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional (FMI) à Irlanda. 

No seguimento desse encontro, Sarkozy afirmou que o mecanismo para ajudar países em dificuldade continuará em vigor «sem alterações até 2013», mas que os dois Governos «continuarão a trabalhar intensamente» numa proposta comum para um mecanismo de resolução de crises permanente a partir de 2013. 

Este domingo, os ministros das Finanças da zona euro, entre os quais estará Teixeira dos Santos, vão reunir-se presencialmente para debater o plano de ajuda à Irlanda.
Antigos gestores BPP

A CMVM está a ultimar a acusação no âmbito do processo de contra-ordenação às irregularidades cometidas no BPP. A entidade de supervisão liderada por Carlos Tavares vai avançar com o apuramento de responsabilidades individuais.
Assim, além da instituição, que está em processo de liquidação, a CMVM deverá acusar antigos administradores do BPP pelas irregularidades cometidas, solução já adoptada por outros bancos. É muito importante para a saúde financeira portuguesa que em casos como este sejam definitivamente apuradas responsabilidades e exemplarmente cumpridas as respectivas punições.
Abreu Pires

fonte: jornal Metro

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Portugal e Espanha fortemente pressionados pelos mercados

Que Portugal estava sob forte pressão dos mercados para ser o próximo país da Zona Euro a ter de recorrer ao fundo de emergência europeu e do FMI já se sabia. Mas ontem também se ficou a saber que Espanha entrou na zona de risco, acentuando de forma drástica os receios de uma ruptura financeira grave em toda a Zona Euro. Dois dias após se ter confirmado que a Irlanda iria seguir os passos da Grécia e recorrer a ajuda externa, as taxas de juro dos empréstimos concedidos nos mercados ao Estado português e espanhol voltaram a subir.

in Correio da Manhã - Eduardo Dâmaso - 2010-11-23
in Correio da Manhã - António Sérgio Azenha - 2010-11-23
in i - Carlos Ferreira Madeira - 2010-11-23
in SIC - 2010-11-23
in i - Nuno Aguiar - 2010-11-24
in Público - Sérgio Aníbal, Clara Barata - 2010-11-24
Risco da Banca nacional atinge recorde
O risco percebido pelo mercado sobre os bancos portugueses nunca foi tão alto. Os credit-default swaps (CDS) atingiram ontem um novo máximo histórico. Ou seja, os investidores nunca pagaram tanto para se protegerem da eventualidade da Banca nacional não conseguir pagar a dívida emitida. Os CDS sobre a dívida subordinada a cinco anos do BCP atingiram os 1.093 pontos, enquanto os do BES escalaram até aos 1.091 pontos-base. Só nas últimas três sessões, os CDS sobre esta dívida subiram 260 e 284 pontos-base, respectivamente.

- in Diário Económico - Luís Rego, João Paulo Guerra, Marta Marques Silva, Luís Reis Pires - 2010-11-24

- in Jornal de Negócios - João Carlos Malta, Helena Garrido, Manuel Esteves, António Larguesa, Pedro Romano, Catarina Almeida Pereira, Edgar Caetano, Rita Faria - 2010-11-24

Lenda das Sete Cidades

Lenda das Sete Cidades

Conta a lenda que o arquipélago dos Açores é o que hoje resta de uma ilha maravilhosa e estranha onde vivia um rei possuidor de um grande tesouro e uma imensa tristeza por não ter um filho que lhe sucedesse no trono. Esta dor tornava-o amargo com a sua rainha estéril e cruel com o seu povo. Mas uma noite perante os seus olhos desceu uma estrela muito brilhante dos céus que aos poucos se foi materializando numa mulher de beleza irreal envolta em luz prateada. Com uma voz que mais parecia música essa mulher prometeu-lhe uma filha bela como o sol sob a condição que o rei expiasse a sua crueldade e injustiça através da paciência. 

O rei teria que construir um palácio rodeado por sete cidades cercadas por muralhas de bronze que ninguém poderia transpor. A princesinha ficaria aí guardada durante trinta anos longe dos olhos e do carinho do rei. O rei aceitou o desafio. Decorreram 28 anos e com eles cresceram a impaciência e o sofrimento do rei, que um dia não aguentou mais. Apesar de ter sido avisado que morreria e que o seu reino seria destruído, o rei dirigiu-se às muralhas, desembainhou a espada e nelas descarregou a sua fúria. A terra estremeceu num ruído terrível e das suas entranhas saíram línguas de fogo enquanto que o mar se levantou sobre a terra e a engoliu. 

No fim de tudo, restaram apenas as nove ilhas dos Açores e o palácio da princesa, transformado agora na Lagoa das Sete Cidades dividida em duas lagoas: uma verde como o vestido da princesa e a outra azul da cor dos seus sapatos.

fonte: Lendas de Portugal

tags: lenda lendas portugal cidades princesinha rei muralhas trono rainha
GREVE GERAL dia 24 novembro

Começou a greve geral. A segunda em Portugal organizada conjuntamente pelas duas grandes centrais sindicais, CGTP e UGT. Na última greve em que as centrais estiveram unidas, em 1988, os sindicatos falaram em adesões de cerca de 80 por cento dos trabalhadores.
fonte: jornal Publico

Para aqueles que acreditam na greve geral contra o actual modelo de governação mas não querem prejudicar o seu trabalho, porque não compensar no próximo sábado ???

domingo, 21 de novembro de 2010

Tourism
· Cuba Reports Tourism Growth
· New Hotel Rooms in Ciego de Avila
· Camagüey Promotes Tourist Options
· Varadero Ready for Peak Tourist Season
· Villa El Bosque in Holguín
· New InterContinental Brand in India
· Marriott Grows in Europe
· New Hotel Complex in Serbian Mountain
· World Tourism Grows
· Sol Meliá Hotels in Select World Catalog

Health
· Cuban Surgeons Perform Successful Heart Surgeries
· Cienfuegos Reports Decreased Infant Mortality Rate
· Early Detection of Retinitis Pigmentosa in Holguín
· Meeting on Internal Medicine in Western Cuba
· Cuba's Achievements in Neonatal Care Highlighted

Business
· Positive Results at Cuban Trade Fair
· Cuba Fosters Cabotage Transportation
· Cuba to Export Water to Caribbean
· RESIGUM Consolidates Presence on Cuban Market
· New Power Generating Project in Eastern Cuba

Sports
· Foreign Participants at Havana's Int'l Marathon
· Cuban Tae Kwon Do Fighters Join World Ranking
· Cuba Qualifies at Women's Handball Pan-Am Tournament
· Cuban Swimmers Train for Andrés Pérez Cup
· Cuban Skaters to Seek Qualification for Guadalajara

Culture
· Cuban Musicians Win Latin Grammy Awards
· Traditional Music in Eastern Cuba
· Cuban Motion Pictures at Film Festival in Uruguay
· National Ballet of Cuba to Perform in Italy
· New Section at Havana's Int'l Film Festival