Seguir por email

quinta-feira, 11 de novembro de 2004

As armas e os barões assinalados,
Que da ocidental praia Lusitana,
Por mares nunca de antes navegados,
Passaram ainda além da Taprobana,
Em perigos e guerras esforçados,
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram Novo Reino,
que tanto sublimaram;

Os Lusíadas
Luis Vaz de Camões
Quem são os visitantes da minha página?
É com muito agrado que verifico que os visitatantes de www.favoritus.net se distribuem pelo planeta. Mas afinal o que é o www.favoritus.net ?
Na realidade procuramos agregar por diversas àreas de interesse artigos de opinião, links, imagens, etc
No entanto e de acordo com os visitantes desta página se conclui que o tipo de escrita nesta página deverá ser cada vez mais global.
.pt Portugal 5851 58.16%
- Unknown 2592 25.76%
.br Brazil 873 8.67%
.com United States 180 1.78%
.net Network 87 0.86%
.de Germany 56 0.55%
.fr France 48 0.47%
.es Spain 39 0.38%
.ch Switzerland 27 0.26%
.ca Canada 26 0.25%
.nl Netherlands 18 0.17%
.uk United Kingdom 18 0.17%
.it Italy 16 0.15%
.sa Saudi Arabia 15 0.14%
.mx Mexico 13 0.12%
.jp Japan 12 0.11%
.be Belgium 11 0.10%
.tw Taiwan, Province of China 10 0.09%
.ae United Arab Emirates 9 0.08%
.au Australia 9 0.08%
.ar Argentina 9 0.08%
.ru Russian Federation 9 0.08%
.ao Angola 7 0.06%
.dk Denmark 6 0.05%
.il Israel 6 0.05%
.pe Peru 6 0.05%
.si Slovenia 6 0.05%
.gr Greece 6 0.05%
.tr Turkey 5 0.04%
.sk Slovakia 5 0.04%
.fi Finland 5 0.04%
.uy Uruguay 5 0.04%
.at Austria 5 0.04%
.mz Mozambique 4 0.03%
.se Sweden 4 0.03%
.arpa Old style Arpanet 4 0.03%
.cl Chile 4 0.03%
.lu Luxembourg 4 0.03%
.kw Kuwait 3 0.02%
.pl Poland 3 0.02%
.co Colombia 3 0.02%
.nz New Zealand 3 0.02%
.ua Ukraine 3 0.02%
.org Non-Profit Organizations 3 0.02%
.cz Czech Republic 2 0.01%
.in India 2 0.01%
.ve Venezuela 2 0.01%
.hk Hong Kong 2 0.01%
.om Oman 2 0.01%
.kr Korea, Republic of 2 0.01%
.eg Egypt 2 0.01%
.bo Bolivia 1 0.00%
.ie Ireland 1 0.00%
.pr Puerto Rico 1 0.00%
.ke Kenya 1 0.00%
.cv Cape Verde 1 0.00%
.hu Hungary 1 0.00%
.no Norway 1 0.00%
.ba Bosnia and Herzegovina 1 0.00%
.sv El Salvador 1 0.00%
.za South Africa 1 0.00%
.ro Romania 1 0.00%
.md Moldova, Republic of 1 0.00%
.ir Iran, Islamic Republic of 1 0.00%
.tg Togo 1 0.00%


Continents Unique Visitors

Europe 6139 61.02%
Unknown 2689 26.73%
South America 903 8.97%
North America 219 2.17%
Asia 78 0.77%
Africa 17 0.16%
Oceania 12 0.11%
Central America 2 0.01%

Criação de página pessoal

Página pessoal

Para criar uma página pessoal não é preciso ter conhecimento de programação nem de linguagem HTML. Algumas aplicações podem dar uma ajuda para assegurar a sua presença na Internet bastando seguir indicações simples.

Para criar um site pessoal da Web não precisa de recrutar os serviços de um Web designer, dado que certos programas e funcionalidades têm vindo a tornar desnecessário possuir conhecimentos de programação em HTML ou ser especialista em design gráfico. Qualquer utilizador pode colocar o seu "espaço virtual" na Internet, desde que não pretende algo muito elaborado ou potente. Para tal, basta recorrer a ferramentas de simples utilização, embora se possa manter a possibilidade de escrever manualmente as páginas.

Um site da Web é apenas um grupo de ficheiros alojado num servidor Web, isto é, um computador que está permanentemente ligado à Internet e que corre uma aplicação que permite que qualquer utilizador, também conectado à Rede, transfira ficheiros desse servidor para o seu próprio computador.

Quando se visita um site da Web, está-se na verdade a enviar uma mensagem a um servidor Web - que pode estar localizado fisicamente em qualquer parte do mundo -, solicitando-lhe que nos envie um certo conjunto de ficheiros, normalmente texto e imagens. Estes ficheiros são exibidos pelo nosso browser.

A não ser no caso de portais empresariais, a escolha mais óbvia será fazer outsourcing ou subcontratar as necessidades de alojamento na Web. O utilizador apenas necessita de alugar espaço num servidor da Web num serviço de alojamento ou Internet Service Provider (ISP). Basta fornecer o material e eles disponibilizam-no na Web, mediante o pagamento de uma quantia mensal ou mesmo gratuitamente.

Os serviços de alojamento apresentam diferentes ofertas em termos de espaço, preços e níveis de competência. O ISP que aloja o seu site da Web poderá ser o mesmo que utiliza para aceder à Internet - como a Telepac, o Sapo, o Clix ou o IOL -, com a vantagem de nesse caso o espaço fornecido ser gratuito, mas não é obrigatório recorrer a estes ISPs. Existem várias empresas também especializadas no fornecimento gratuito de espaço para páginas da Web, como a GeoCities do Yahoo!, o Tripod da Lycos ou o Terravista.

Contudo, as funcionalidades oferecidas pelos serviços gratuitos são bastante básicas, sendo concebidas para pessoas com páginas pessoais da Web. Estas empresas aceitam o material nos termos dos seus procedimentos e regras, e a quantidade de espaço e largura de banda que disponibilizam é limitada. A maior parte dos serviços gratuitos obrigam à visualização de janelas popup publicitárias de cada vez que se acede à página, o que é bastante aborrecido para os visitantes.

Toda a página Web utiliza HTML (HyperText Markup Language), uma linguagem de descrição dos componentes da página que permite criar páginas de texto, imagens e outros elementos que podem ser visualizados através de um browser. Ao utilizar esta linguagem, pode criar páginas de texto com vários tipos de formatação, semelhante àquelas criadas com um processador de texto como o Microsoft Word ou um programa de paginação. Pode-se ainda incluir hiperlinks, que conduzem o cibernauta a qualquer tipo de ficheiro e em qualquer lugar.

Tendo em conta que se pode aceder à Web a partir de qualquer sistema operativo ou dispositivo electrónico, desde um PC a um telemóvel, passando por uma set-top box ou televisão e o número infindável de browsers disponíveis, um criador de uma página Web nunca pode ter a certeza de como é que o seu material irá ser visualizado.

Para complicar as coisas, as duas maiores produtoras de browsers, a Microsoft e a Netscape, aumentaram intencionalmente as diferenças entre os seus programas de forma a que as páginas concebidas para um browser possam não ser correctamente visualizadas noutro. Por isso, deve sempre pensar sobre qual a audiência que pretende captar para o seu site e tomar em conta as limitações tecnológicas quando estiver a criar as suas páginas. As tecnologias mais recentes e atractivas da Web tendem a não funcionar em sistemas antigos ou pouco poderosos. Na Web, quanto menos exuberante e pesado for um site, melhor. O HTML não foi concebido originalmente a pensar no layout de páginas e as suas primeiras versões ofereciam muito poucas ferramentas de formatação. Versões posteriores da linguagem acrescentaram mais capacidades. As limitações do HTML impulsionaram o surgimento de várias outras linguagens e sistemas que permitiam o fornecimento de texto, gráficos e até áudio de várias formas. Algumas destas, como o Javascript, são integradas nas mais recentes versões dos browsers, ao passo que outras, como o Flash ou Shockwave, requerem o download de um plugin.

Apesar de os ficheiros de HTML serem apenas texto, podendo ser elaborados recorrendo a qualquer processador de texto, esse processo é uma tarefa desnecessária nos dias de hoje por várias razões. Existem vários editores de HTML que oferecem uma série de ferramentas que aceleram a criação de páginas. O NotePad e o Macromedia HomeSite são alguns dos mais conhecidos, estando disponíveis em versões gratuitas ou de avaliação, para além da edição comercial.

Estes editores de HTML consistem num mero processador de texto que tem uma série de atalhos e modelos para as tarefas mais comuns de edição de HTML, possibilitando clicar num pequeno botão por cada comando de código mais comum, sem necessidade de escrevê-lo manualmente. Mas hoje em dia, ferramentas de Web design como o Microsoft FrontPage ou o Macromedia Dreamweaver, permitem conceber páginas sem recorrer a qualquer código, como se se tratasse de um editor do estilo de layout de páginas. Estes programas são bastante fáceis de usar, permitindo a criação de um site em menos de uma hora.

Para os mais apressados e que apenas têm interesse em criar uma presença online mínima, vários ISPs bem como centenas de outras companhias, disponibilizam guias ou wizards para a criação de páginas já formatadas e com um estilo próprio, com base em formulários ou módulos adequados ao assunto e cariz do site e tendo em conta o nível de conhecimentos do criador. Pode ainda utilizar um processador de texto como o Word para criar uma página, tal como se se tratasse de um documento normal formatado.

Agora que já ficou a conhecer todas as ferramentas ao seu dispor, mãos à obra.

www.favoritus.net

segunda-feira, 2 de agosto de 2004

O sexo explicado por um miúdo de 7 anos

O pequeno John tem sete anos e como todos os miúdos da sua idade é bastante curioso.
Tendo ouvido falar sobre a arte de cortejar, ficou bastante intrigado sobre o que seria e como se faria; resolveu levar esta questão à mãe, que ficou muito atrapalhada e em vez de lhe explicar, disse para se esconder atrás da cortina e visse a sua irmã e o namorado.
Assim fez, e na manhã seguinte contou tudo o que tinha visto:
"Mãe, a Susie e o namorado apagaram a maior parte das luzes e sentaram-se. Ele ficou perto dela e começou a abraça-la. A Susie deve ter começado a ficar doente visto que a sua face começou a ficar vermelha. O namorado deu por isso e colocou-lhe a mão dentro da camisa para sentir o coração, demorando porém muito tempo a encontra-lo. Penso que ele também começou a ficar doente, porque ambos começaram a arfar e a ficar sem respiração.
A outra mão dele devia estar fria, porque ele meteu-a por baixo da saia da Susie, que começou logo a escorregar para o fundo do sofá e a dizer-lhe que se sentia muito quente. Por fim consegui ver o que estava realmente a provocar aquela doença; Uma enguia que tinha saltado das calças dele e deveria ter uns 17 cm de comprimento. Juro! De qualquer forma ela agarrou-a para impedir que fugisse. Quando a Susie realmente viu o que tinha agarrado, começou a ficar muito assustada porque os olhos dela ficaram arregalados, abriu a boca e começou a chamar por Deus e outras coisas assim. Disse-lhe também que era a maior que já tinha visto até então. (Tenho um dia de lhe falar daquelas que já vi pescar no lago...) Nessa altura a Susie ficou brava e tentou mata-la comendo-lhe a cabeça. Subitamente ela fez um barulho e deixou-a fugir, pegou-lhe novamente com as duas mãos, enquanto ele foi ao bolso buscar um saco, para evitar que a enguia voltasse a escapar. A Susie deitou-se então para trás e abriu as pernas de forma a formar uma prisão para a enguia, enquanto ele tentava ajuda-la deitando-se por cima dela. Mas a enguia dava uma luta dos diabos. A Susie gemia, chorava e o namorado quase que virava o sofá.
Eu penso que eles estavam a tentar esmagar a enguia entre eles. Passado um bocado, ambos continuavam a gemer, a mexer e deixaram fugir um grande suspiro. O namorado dela levantou-se e por certo tinham morto a enguia. Eu sei que estava morta, porque a vi dependurada. A Susie e o namorado estavam cansados da batalha e sentaram-se a confortar-se um ao outro. Para a animar ele começou a beija-la, e diabos se a enguia, que estava morta, não voltou a saltar, e a luta recomeçou novamente. Eu penso que as enguias são como os gatos, têm sete vidas ou mais! Desta vez a Susie saltou para cima dele e tentou matar a enguia sentando-se nela. Depois de uma luta de 35 minutos acabaram finalmente por mata-la. Eu sei que ela desta vez morreu, porque vi o namorado a esfola-la e a deitar-lhe a pele pela retrete a baixo.

quinta-feira, 29 de julho de 2004

CELEBRIDADES EM ASCENSÃO
www.melroze.com

CELEBRIDADES QUE JÁ FORAM PRESAS
www.thesmokinggun.com/mugshots/

ANIVERSÁRIOS DOS FAMOSOS
( que tal colocar a data de aniversário de um famoso a seguir à assinatura digital? ) www.famousbirthdays.com/

DESAPARECIDOS (com fotos e tudo)
www.policiajudiciaria.pt

OS DUPLOS DAS CELEBRIDADES
www.celebrity-doubles.com
"A estupidez é infinitamente mais fascinante do que a inteligência.
A inteligência tem limites, a estupidez não..."

A estupidez é infinitamente mais fascinante do que a inteligência

"A estupidez é infinitamente mais fascinante do que a inteligência.
A inteligência tem limites, a estupidez não..."
Mulher do ponto de vista químico!
Fórmula química da mulher!

Elemento: Mulher
Símbolo: Mu
Descobridor: Adão
Peso Atómico: Aceite como 50 kg, mas é sabido que varia de 45 a 92 kg.
Ocorrência: Quantidade excedente em toda a área urbana.

COMPOSIÇÃO
10% Peitos
10% Coxas
50% Pensamentos Vagos
30% Roupas

PROPRIEDADES FÍSICAS
  1. Superfície geralmente recoberta por revestimento colorido.
  2. Ferve por nada, congela sem razão.
  3. Derrete se submetida a tratamento adequado.
  4. Amarga se usada incorrectamente.
  5. Alta perigosidade se manuseada por mãos inábeis.

 

PROPRIEDADES QUÍMICAS

  1. Possui afinidade com ouro, prata, platina e pedras preciosas.
  2. Capaz de absorver grandes quantidades de substâncias caras (roupas, jantares, casas, carros...).
  3. Pode explodir espontaneamente.
  4. Extremamente barulhenta quando encontrada em grupo.
  5. Insolúvel em líquidos, mas com actividade aumentada por saturação em álcool.
  6. Cede à pressão quando aplicada em pontos correctos.

UTILIDADES GERAIS

  1. Altamente ornamental, especialmente em carros desportivos, iates e piscinas.
  2. É o mais poderoso agente redutor de dinheiro que se conhece.
  3. Pode ser de grande ajuda para relaxamento.
  4. Muitas vezes, quando usada correctamente, pode lavar, cozinhar, passar e buscar chinelos e jornal para o Dono da casa.
  5. Ideal para elevar espíritos deprimidos, bem como para deprimir espíritos elevados.

O QUE FALTA NA SUA ESTRUTURA

  1. Botão de ON/OFF.
  2. Botão de volume.
  3. Controlo Remoto.

tinta permanente - João Pires - "fumo sem fogo"

fumo sem fogo


As celebridades estão a ser convidadas por uma empresa tabaqueira norte-americana para "adoptarem" a sua marca de tabaco, com direito a tabaco vitaliciamente. No entanto parece que ainda não conseguiu volutários até à data.
Circulava eu pela net atrás de um endereço de correio electrónico, quando vou parar a uma prestigiada tabaqueira de reconhecido nome internacional e vejam só quais as novas politicas:
- Não querem que as crianças fumem  ??

Criança de dois anos fumando


Será que podemos acreditar nisso? Na realidade a população em geral esperaria que as tabaqueiras agissem dessa forma, mas será necessário estar vigilante no tocante a essas políticas.
No passado tivemos o tabaco como simbolo de virilidade, associados às estrelas do cinema. Depois foram os refrigerantes a espalhar o novo "status" Logo a seguir veio a comida rápida
e agora:
Temos os primeiros passos da comida lenta.
Voltando ao tema central, o tabaco foi um acessório de moda, mas o vício ficou. Assim, as crianças nunca poderão ser colocadas em questão em relação ao tabaco, sob ameça de nunca se livrarem dele durante toda a vida.
As tabaqueiras não precisam de fidelizar os seus clientes: eles fidelizam-se por si só! O mais difícil é começar.
Seria bom mesmo que as estrelas do cinema e outras celebridades não aceitassem definitivamente a inovadora promoção da tabaqueira que insiste em oferecer tabaco vitaliciamente. O tabaco já não está na moda. Aliás é uma grande chatice ter que acordar a meio da noite e sair à rua para comprar um maço de tabaco ou termos os vizinhos no trabalho, no café, no restaurante ou noutros locais a olharem de soslaio para o fumo errante do nosso tabaco.
Será mesmo uma dependência ter que riscar um fósforo para acender o próximo cigarro ? Não será já uma atitude mecânica e irreflectida ?
Aqui vai uma sugestão:

Fumem cachimbo !! 
Mas antes considerem outra hipótese:
O país sem fumo por um dia.
Gosto de imaginar um dia o país sem fumo... de tabaco. Quantos aos outros fumos, fica para outro dia.
Depois passem à descoberta do cachimbo. Sim, esse tem um ritual muito próprio, nada conveniente em algumas situações, e condida ao fumo reflectido.


Veja também

blogs lusitanos famosos
http://andrade-alexandre.planetaclix.pt/1bsk.htm http://bomba-inteligente.blogspot.com/ http://dicionariodiabo.blogspot.com/ http://gatofedorento.blogspot.com/

directorio blog
http://blogo.no.sapo.pt/ http://bloconotas.blogspot.com/ http://blogo.no.sapo.pt/ http://www.omeudiario.net/ptbloggers/ http://blogo.no.sapo.pt/geral/actualidade.htm

Fernão Magalhães - navegador português

Fernão Magalhães

O português que descobriu a passagem marítima do Atlântico para o Pacífico não concluiu a viagem de circum-navegação que iniciara ao serviço da coroa de Espanha. Mas ficou para a história.  A 8 de Setembro de 1522, chegava a Sevilha uma nau com 18 tripulantes. Estes homens tinham zarpado do mesmo porto, mais de três anos antes, à descoberta de uma passagem de ocidente para oriente - eram os poucos sobreviventes da armada de Fernão de Magalhães. 

O navegador português serviu durante nove anos nos mares do Oriente, ajudando à conquista de vários territórios, incluindo Malaca, subjugada por Afonso de Albuquerque em 1511. De regresso a Lisboa, em 1514, viu recusado pelo rei D. Manuel o seu pedido de aumento da tença anual. Partiu para Espanha e ofereceu os seus préstimos a Carlos I de Espanha (futuro imperador Carlos V). 

Aliciado pela perspectiva de atingir as ilhas das especiarias por ocidente, o monarca cedeu ao navegador português as naus e equipagem para o intento. Segundo os seus cálculos, e dos irmãos Faleiro, as Molucas encontravam-se na metade do mundo que, pelo tratado de Tordesilhas, cabia à coroa de Castela; os cosmógrafos portugueses garantiam mesmo que a cerca de 40 graus de latitude a sul do Brasil, havia uma passagem do oceano Atlântico para os mares do Sul. Durante um ano foi preparada a armada, composta pelas naus Trinidad, San Antonio, Concepción, Victoria e Santiago. 

A frota contava com cerca de 240 tripulantes de várias nacionalidades, entre os quais o italiano António Pigafetta, que deixaria um relato completo da viagem de Magalhães. Segundo ele, no relato publicado por Neves Águas, o português partiu de Sevilha rumo às Canárias a 10 de Agosto de 1519, seguindo depois até à costa da Guiné, "resolvido a abrir um caminho que nenhum navegador conhecera até então". 

Rumaram depois ao Brasil, atingindo o Rio de Janeiro no início de Dezembro, onde ficaram 15 dias, ao fim dos quais Pigafetta testemunha: "Costeámos o país até 34º 40' de latitude sul, onde encontrámos um grande rio de água doce". Era o rio da Prata, onde "habitam os canibais, ou comedores de homens", que os navegadores julgavam poder ser a tão almejada passagem para o Oriente.
Falando sobre conflitos de gerações, o médico inglês Ronald Gibson começouuma conferência citando quatro frases:
  1. "A nossa juventude adora o luxo, é mal-educada, despreza a autoridade enão tem o menor respeito pelos mais velhos. Os nossos filhos hoje sãoverdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra,respondem aos pais e são simplesmente maus."
  2. "Não tenho mais nenhuma esperança no futuro do nosso país se a juventudede hoje tomar o poder amanhã, porque esta juventude é insuportável,desenfreada, simplesmente horrível."
  3. "O nosso mundo atingiu seu ponto crítico. Os filhos não ouvem mais ospais. O fim do mundo não pode estar muito longe."
  4. "Esta juventude está estragada até o fundo do coração. Os jovens sãomause preguiçosos. Eles nunca serão como a juventude de antigamente... Ajuventude de hoje não será capaz de manter a nossa cultura."Após ter lido as quatro citações, ficou muito satisfeito com a aprovaçãoqueos espectadores davam às frases.Então, revelou a origem delas:- a primeira é de Sócrates (470-399 a.C.)- a segunda é de Hesíodo (720 a.C.)- a terceira é de um sacerdote do ano 2000 a.C.- a quarta estava escrita em um vaso de argila descoberto nas ruínas daBabilónia e tem mais de 4000 anos de existência.

favoritus

quinta-feira, 25 de março de 2004

Como acabar com a publicidade indesejada na caixa do correio

Recebi um envelope formato A4 envolto em plástico tal e qual como se tratasse daquelas mensagens urgentes entregues por uma dessas empresas de correio acelerado.

Aberta a bolsa plástica, lá estava um envelope todo colorido e bastante apelativo, reconheço.

Lá dentro estava a minha sorte grande: como ganhar um lindissimo carro sem o mínimo esforço. É só colar as vinhetas no local indicado para o efeito e remeter sem demoras para o destinatário utilizando o envelope RSF oferecido pela empresa.

Há e já agora também deveria encomendar uns livros que agora não me recordo, mas suponho tratarem de crianças (um tema sempre importante nas nossas vidas, pelo menos numa dada fase da vida) e/ou jardins.

>>> Agora vem a solução:

Vamos passar a devolver toda a correspondência que nos chegar lá a casa com uma simples mensagem: "não estou interessado/a, obrigado/a)

Talvez as empresas de marketing directo passem a reflectir sobre os custos desse retorno e passem, a ter mais cuidado a quem enviam a malfadada correspondência indesejada.

Aaaarrrghh
Detesto abrir a caixa do correio, após um período de ausência, e ter que destruir toda aquela correspondência, correndo o risco de lá pelo meio ter uma carta realmente importante.

Abreu Pires
www.favoritus.net

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2004

Banco Mundial constata "disparidades alarmantes" entre países ricos e pobres

O Banco Mundial divulgou a edição de 2003 dos indicadores mundiais de desenvolvimento, em que constata a existência de "disparidades alarmantes" entre a qualidade de vida nos países ricos e pobres.

Apesar daquela constatação feita pelo economista-chefe da instituição, Nicholas Stern, o número de pessoas que vivem com menos de um dólar por dia baixou entre 1990 e 1999 de 1,3 mil milhões para 1,16 mil milhões, num total de 6,13 mil milhões.

A redução do número dos "extremamente pobres" concentrou-se na China e Índia; no restante planeta subdesenvolvido, a degradação foi geral.

Na Europa Oriental e Ásia Central o número das pessoas que vivem com menos de um dólar por dia aumentou de seis para 24 milhões, na América latina de 48 para 57 milhões, no Médio Oriente e Norte de África de cinco para seis milhões e em África de 241 para 315 milhões.

Outros indicadores "disparidades alarmantes" são as 121 mortes em cada mil crianças antes dos cinco anos de idade nos países pobres e as mil mães mortas por cada mil nados vivos.

Países ricos têm de aumentar compras e ajudas aos países pobres

Os países ricos têm de reduzir as suas barreiras às importações oriundas dos países pobres e aumentar as ajudas a estes para a pobreza baixar à escala internacional, defende o Banco Mundial, em relatório divulgado hoje.

O documento, centrado em indicadores mundiais de desenvolvimento, foi apresentado durante as designadas Reuniões da Primavera do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional, que juntam em Washington responsáveis governamentais, financeiros e bancários de todo o mundo.

Aquela recomendação aos países ricos é complementada com outra dirigida aos países pobres, os quais devem investir na educação e saúde dos seus cidadãos, além de criarem um clima favorável ao investimento, que facilite a criação de emprego e impulsione o crescimento da economia.

Como é que irá ser reconstruído o Iraque? Quem vai financiar ? Ao que parece já existem acordos firmados para a reconstrução do Iraque desde Setembro de 2002. Uma vez mais será o “ouro negro” a pagar todas estas despesas, … à coligação ou apenas aos “amigos norteamericanos”!

www.favoritus.net

terça-feira, 10 de fevereiro de 2004

Empresários reunidos na Capital para pedir reformas no "Compromisso Portugal"

A iniciativa Compromisso Portugal junta esta terça-feira, em Lisboa, cerca de 500 personalidades, principalmente empresários, preocupados com a situação económica do país e dispostos a discutir e a pedir a realização de reformas consideradas essenciais. 

Para António Mexia, presidente da Galp Energia e um dos organizadores da iniciativa, "existe hoje uma coincidência temporal" entre a vontade do Governo de avançar com reformas, a vontade e disponibilidade dos empresários para ajudar e o arranque de um novo ciclo macroeconómico certo para as fazer. No Compromisso Portugal vai tentar-se discutir "propostas concretas", que permitam ultrapassar "o problema típico de implementação" das reformas em Portugal, adianta Mexia.

Mas por muita discussão, algum dia teremos que passar à práctica como o fizeram os nossos antepassados. Talvez seja por isso que as Lendas de Portugal esteja a ser bastante consultadas talvez na ânsia de encontrar uma fonte inspiradora para a Mudança. Esta mudança envolve todos, à laia do "Estou convocado" para 2004.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2004

As palavras mais procuradas em 2003

As palavras mais procuradas em 2003

KaZaA
Harry Potter
Britney Spears
Eminem
Sex
Christina Aguilera

10 palavras mais recentes

1. Cloning
2. Hurricane Isabel
3. Saddam Hussein
4. Laci Peterson
5. Affirmative Action
6. Elizabeth Smart
7. Jessica Lynch
8. Iraq War
9. Arnold Schwarzenegger
10. Rush Limbaugh

as equipas desportivas mais procuradas

FCP - Futebol Clube do Porto
SCP - Sporting Clube de Portugal
SLB - Sport Lisboa e Benfica
BFC - Boavista Futebol Clube
União de Leiria
Vitoria Sport Clube de Guimaraes
Arsenal
Dallas Cowboys
Chicago Cubs
Manchester United
Real Madrid
New York Yankees
Los Angeles Lakers

Personalidades desportivas
Feher
José Mourinho
Dias da Cunha
Pinto da Costa
João Loureiro
Luis Filipe Vieira
Deco
Luis Figo
Bobby Robson
Luis Felipe Scolari (Felipao)
Derlei

Reality shows

Survivor
Big Brother

as procuras mais populares para dieta

Atkins Diet
Weight Watchers Diet
South Beach Diet
The Zone Diet
Jenny Craig Diet
Slim Fast Diet
Cabbage Soup Diet
Mayo Clinic Diet
Grapefruit Diet
Sugar Busters

as tecnologias

Ringtones
Digital Cameras
Mobile Phones
MP3 Players
Plasma TV
DVD-R
Camcorders

palavras para cinema

Harry Potter
Matrix
Lord of the Rings
Star Wars
X-Men
Spiderman
Finding Nemo
Hulk
Matrix Reloaded
The Ring

as imagens de celebridades mais procuradas

Britney Spears
Eminem
Christina Aguilera
Jennifer Lopez
Justin Timberlake
Nelly Furtado

todas as Jennifer

Jennifer Lopez
Jennifer Aniston
Jennifer Love Hewitt

assuntos relacionados com o Iraque

Map of Iraq
Pictures of Iraq
U.S. Soldiers
Saddam Hussein
History of Iraq
George W Bush
Rebuilding Iraq
Baghdad

os atletas mais procurados

Michael Jordan
David Beckham
Anna Kournikova
Tiger Woods
Serena Williams
Mike Tyson

letras de musica no top

In Da Club
Bring Me to Life
Gossip Folks
Get Low
Get Busy
Somewhere I Belong
Magic Stick
Lose Yourself
Ignition Remix
Baby Boy

os rumores na net

Harry Potter Rumors
Prince Charles Rumors
Joe Millionaire Rumors
Star Wars Episode lll Rumors
Apple Rumors
B2K Rumors
Davis Love Rumors
Disney Rumors
War Rumors
2004 Rumors

terça-feira, 27 de janeiro de 2004

O MEDO CHEGA POR E-MAIL

Estive a fazer o levantamento de todas as merdas que me enviaram pela Internet e observei como elas mudaram a minha vida: Primeiro deixei de ir a bares e bailes com medo de me envolver com alguma mulher ligada a alguma quadrilha de ladrões de órgãos e que me roubem as córneas, me arranquem os dois rins ou até mesmo esperma deixando-me estiraçado dentro de uma banheira cheia de gelo com uma mensagem: "Chame o 112 ou morrerá".
Assim deixei também de ir ao cinema com medo de sentar-me numa cadeira com uma seringa infectada com o vírus da SIDA.
Depois parei de atender ao telefone para evitar que me pedissem para digitar *9 e minha linha ser "clonada" e eu ter de pagar uma conta telefónica astronómica.
Acabei por dar o meu telemóvel porque me iriam presentear com um modelo mais novo da Ericson, que nunca chegou. Então tive de comprar outro mas abandonei-o num canto com medo que as microondas me provocassem cancro no cérebro.
Deixei de comer vários alimentos com medo dos estrógenos. Parei de comer galinha e hambúrgueres porque eles não são mais que carne de monstros horríveis sem olhos, cabeludos e cultivados em laboratórios.
Deixei de ter relações sexuais por medo de comprar preservativos furados que me contagiem com alguma doença venérea.
Aproveitei e abandonei o hábito de beber qualquer coisa em lata para não morrer pela urina de rato.
Deixei de ir aos shoppings com medo que raptem a minha mulher e a obriguem gastar todos os limites do cartão de crédito ou coloquem alguém morto no porta bagagens do automóvel dela.
Eu também doei todas minhas poupanças à conta de Brian, um menino doente que estava a ponto de morrer umas 700 vezes no hospital.
Eu participei arduamente numa campanha contra a tortura de alguns ursos asiáticos aos quais iriam extrair a bílis, e contra o destruição da floresta amazónica.
Fiquei praticamente arruinado financeiramente por comprar todos os antivírus existentes para evitar que a maldita rã da Budweiser invadisse o meu computador ou que os teletubies se apoderassem do meu screensaver.
Deixei de fazer, beber e comer tantas coisas que quase morri desnutrido.
Cansei-me de esperar junto a minha caixa de correio os US$150.000 que a Microsoft e a AOL me mandariam na participação de rastreio de e-mails enviados.
Nem tão pouco chegou o telefone Ericson muito menos o bilhete para a Disneylândia.
Quis fazer o meu testamento e entrega-lo ao meu advogado para doar os meus bens para a instituição beneficente que recebe um centavo de dólar por cada pessoa que anota seu nome na corrente pela luta da independência das mulheres no Paquistão, mas não pude entregar porque tive medo de passar a língua sobre cola na borda do envelope e contaminar-me com as baratas
incubadas nela, como me tinham avisado por e-mail.
Também não ganhei um milhão de dólares, um Porshe e nem fiz sexo com a
Nicole Kidmann, que foram as três coisas que pedi como desejo quando recebi e caminhei o Tantra Mágico enviado pelo Dalai Lama lá da Índia.
E como se não bastasse acabei por acreditar que tudo de mau e de injusto que me aconteceu foi porque quebrei todas as correntes ridículas que me enviaram acabei sendo amaldiçoado.
Resultado: estou em tratamento psiquiátrico.

NOTA IMPORTANTE: Se você não enviar esta mensagem a pelo menos 10 pessoas, nada te acontecerá. No entanto as merdas, mentiras e idiotices continuarão a infernizar a sua vida por falta de informação e esclarecimento. Não se deixe influenciar por elas. Apague-as.
Se até as baleias podem ser salvas por que não a Internet.....Salvemo-nos...
P.S.: Fiquei também sem carro e sem carta porque deixei de parar nos sinais vermelhos, com medo que um amigável emigrante de leste, tocador de concertina, me assaltasse!!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2004

correio do dia:

Vai baixar o Preço do Combustivel

Ainda que não tenha automóvel, pode distribuir a seguinte mensagem aos seus amigos, para uma guerra de preços inteligente contra as companhias petrolíferas americanas. Dizem que os preços da gasolina vão subir, subir,.........
Querem que os preços baixem? Temos que actuar em conjunto e solidariamente.

Surgiu uma ideia genial, muito mais inteligente que a de não abastecer combustível num determinado dia.
As petrolíferas gozam e riem com estas decisões já que sabem que não podemos auto prejudicar-nos, recusando sistematicamente abastecer combustível.

A solução de não abastecer é um problema maior para nós do que para eles.

A proposta que damos a seguir pode ser de uma eficácia terrível se é aplicada de forma rigorosa, leiam a mensagem completa e unam-se a nós.

As companhias petrolíferas fazem crer que o custo da gasolina é imposto pela OPEP, mas na realidade são as petrolíferas que o impõem. Temos que tomar uma acção decidida e concertada para demostrar que são os compradores e não as petrolíferas que controlam o mercado.

A única maneira de ver o preço cair em flecha é a de provocar danos no bolso das petrolíferas, NÃO comprando a sua gasolina SEM nos prejudicar, á que necessitamos do nosso automóvel.

A proposta é esta:

NÃO COMPRAR NEM UMA GOTA DE GASOLINA ÀS 3 PETROLÍFERAS MAIS IMPORTANTES (que agora estão unidas) BP, ESSO E SHELL.

Se as mesmas não vendem serão obrigadas a baixar os preços e as outras petrolíferas serão forçadas a acompanhar a descida de preços.

Mas para criar impacto temos que sensibilizar os milhões de clientes BP, ESSO e SHELL em todo o mundo e esta é a forma de consegui-lo.

Esta mensagem foi transmitida a 30 pessoas, se cada uma enviar a 10 mais 30X1000) e estas por sua vez (300X10000) e assim sucessivamente ao sétimo envio terão sido enviadas a TRINTA milhões de consumidores.

terça-feira, 6 de janeiro de 2004

Pós Modernos

Quem ri por último, é retardado ou mongolóide!
Os últimos são sempre.... desclassificados!
Quem o feio ama, é porque vê mal como os cornos!
Deitar cedo e cedo erguer, dá... um sono do caraças!
Quem não arrisca... não se lixa.
Filho de peixe... é tão feio como o pai!
O pior cego é aquele que... se recusa a ter cão.
Quem dá aos pobres... é estúpido porque fica com menos.
Há males que vêm... para piorar.
Gato escaldado... morre, naturalmente!
Antes só do que... com 2 violadores numa cela.
Mais vale tarde do que... muito mais tarde.
Cada macaco... com a sua macaca.
Quem tem boca... pode ir ao dentista!
Águas passadas... já passaram.
Depois da tempestade... vem a porra da gripe!
Mais vale um pássaro na mão... que uma cagadela na cabeça.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2004

Movimento dos Sem Terra (MST)

O Movimento dos Sem Terra (MST) é reconhecido à escala mundial, quer pela violência e determinação das suas posições, quer pela miséria sofrida na pele dos Sem Terra.

Movimento dos Sem Terra (MST)


O Brasil sempre dispôs e continua a oferecer recursos naturais ilimitados se comparados com o resto do Mundo. Mas então o que falta fazer para usufruir deles? E atenção, usufruir com racionalidade e respeito pela natureza, característica fundacional do MST. Este Movimento aprendeu com os erros dos outros e não quer repetir essas falhas irreparáveis para a mãe natureza. O MST poderá muito bem ser um aliado de prestigio do governo de Lula da Silva. Trata-se já de uma Organização Não Governamental (ONG) e sem fins lucrativos que poderá reconduzir a política nacional em matéria de agricultura. Poderá muito bem estabelecer a ponte entre Brasil e o Mercosur e a UE.
Comer ou não comer ?
É a questão. De acordo com os sociólogos e nutricionistas, talvez não tenhamos tantas certezas quanto às respostas como seria de pensar. Está na moda sentar à mesa, durante as festas que se aproximam, com a TV à frente, comer uma boa refeição durante o jogo de futebol, desapertar o cinto e o botão das calças e arrotar por todo o lado com aquela dispepsia habitual.

Aquela má disposição cada vez mais se torna vulgar e já não é só durante as festas. No caso do povo americano e um pouco por todas as nações “desenvolvidas” as pessoas estão mais obesas que nunca. De acordo com dados da OCDE os cidadãos americanos são os mais obesos vindo logo a seguir na tabela, os britânicos.

A questão levanta-se: o que sucedeu para que tal acontecesse?

O facto daquele nos apetecer “aquele” hambúrguer deriva da necessidade psicológica criada pela publicidade, mais do que possamos admitir.

A culpa pode ser atribuída à expansão da indústria alimentar muitas vezes apresentada por cadeias sobejamente conhecidas espalhadas por todo o lado e com publicidade omnipresente e convidativa ao consumo proporcionando uma satisfação pessoal. Esta expansão interessa desde agricultores, produtores de fertilizantes até aos restaurantes, os quais necessitam de promover os seus produtos sempre em grandes quantidades e sempre maiores, mantendo-se competitivos, aumentando as vendas e mantendo os Srs accionistas satisfeitos.

No caso norte americano, a indústria alimentar proporciona 3.800 calorias per capita, o dobro das necessidades para a mulher e 1/3 a mais para o homem.

Com tanta oferta, a industria alimentar desenvolveu ferramentas para colocar os seus produtos junto dos seus clientes, nomeadamente as “soft-drinks” colocarem máquinas de venda automática nas escolas, chocolates, batatas-fritas “light” “sugar free”, induzindo as pessoas de que aqueles produtos não são prejudiciais à saúde ou são menos prejudiciais.

As pessoas estão a consumir cada vez mais esses produtos – “diet” e não “diet”. Há gostos para tudo.

Os norte americanos consomem anualmente 87 kgs per capita de carne vermelha, frango e peixe, mais 5 kgs do que 20 anos atrás. Surpreendentemente a média de adoçantes e açúcar refinado que cada americano usa são 68 kgs/ano, mais do que os 55 kgs em 1970. Este aumento de consumo significa que 30% da população é considerada obesa, o dobro do que se sucedia há 40 anos atrás. Este aumento generalizado de peso é transversal a todos os grupos etários, étnicos, religiosos, sociais, por rendimentos e regionais, embora alguns grupos sejam mais afectados. O nicho de mercado já está criado para os obesos: revistas de moda para os “tamanhos largos” das senhoras e “fortes e altos” para os homens.

O que é facto é que as pessoas necessitam de tomar consciência dos riscos que correm. Enfartes do miocárdio aos 30? Diabetes (a doença do “bem-estar”), cancro e hipertensão, são doenças que podem estar relacionadas com obesidade.

O custo total das despesas de saúde relacionadas com as doenças aqui descritas, provenientes dos maus hábitos de alimentação, tais como consultas médicas, tratamentos de emagrecimento, medicamentos, está a pesar no orçamento do Estado.

Mas as pessoas continuam a comer cada vez mais, por exemplo já para o próximo “reveillon” o que ressalta dos vários programas são as ementas de cada restaurante ou hotel. Mas afinal vamos comemorar a passagem de ano ou vai ser mais um jantar bem regado igual a tantos outros ? Ainda bem que vou levar comigo as pastilhas para facilitar a digestão.

A obesidade é já considerada uma doença crônica semelhante à asma ou paralisia cerebral e mesmo um problema de saúde pública.

Os doentes de asma consultam os médicos. Os obesos, a menos que tenham problemas sérios de saúde, raramente consultam o médico.

A obesidade é hoje reconhecida pela OMS como uma nova patologia que importa prevenir e combater considerando as implicações prejudiciais que ela tem para a saúde.

A OMS define obesidade como “uma doença em que o excesso de gordura corporal acumulada pode atingir graus capazes de afectar a saúde, tanto mais que uma vez instalada, tende a auto perpetuar-se, constituindo uma verdadeira doença crónica.

IMC – índice de massa corporal

Ao contrário da asma, a obesidade é uma doença que pode cuja solução, na maioria dos casos, se poderá resolver através de regimes alimentares e prática de exercício físico, apesar de termos a publicidade afiada e apostada em nos fazer mudar de ideias. A rápida satisfação proporcionada por uma pizza ou hambúrguer não de fácil controlo.

Este facto também é válido para a cozinha mediterrânica que apesar de ser mais saudável também pode ser prejudicial se consumida em excesso. E é de excessos de que se trata.

Há quem acredite que o fim à obesidade possa comprometer a economia nacional. Se a agricultura conseguiu produzir a custos mais baixos devido à mecanização agrícola, também é verdade que pelo facto dos produtos finais se tornarem mais baratos, aumentou o seu consumo.

Será que a obesidade é um efeito secundário do desenvolvimento económico?

Gordura já não é formosura: É dinheiro.

Existindo uma população obesa e que necessita de mais calorias para se sentir satisfeita e manter o peso, a indústria alimentar torna-se ainda mais promissora.