Seguir por email

domingo, 18 de fevereiro de 2018

tinta permanente - João Pires - "Carnaval de três dias"

Carnaval de três dias
Marchantes do disfarce
Só quero descer a avenida
Olhando apenas para ti
A marcha é a minha maior força
A força de tantos marchantes
O conforto e carinho de quem assiste
E o teu olhar provocador entre marchas
Alegria estampada na cara das pessoas
Como te explico
O que sinto por ti?
Sou apanhado de surpresa
Exuberância de cores e emoções
O Carnaval já passou
Mas a festa continua
As máscaras não caíram
E tudo a chuva levou
A festa da Primavera e da fertilidade
Que venham as grandes colheitas
Vamos louvar divindades
A divindade do amor e da amizade
Ergue a taça de vinho
Celebra a vida agora
Lança um sorriso
Abraça o teu semelhante sem demora
Adeus à carne que vem aí a Quaresma
Vamos celebrar os deuses da fertilidade
Dançar sem parar toda a noite
E desmaiar em lágrimas de felicidade
Vamos desfilar pelo resto do ano
Numa estrada sem fim
De marcha em marcha
Ofereço-te o perfume do alecrim
No teu olhar provocador
A festa de rua terminou
Outras virão que se tornarão públicas
Fala a voz de quem já amou
Numa noite de folias excêntricas
E tu que me dizes destas fantasias
Agora que o desfile terminou
Numa noite de alegrias sem fim
E que voltem as máscaras


14-02-2018

João Pires

domingo, 14 de janeiro de 2018

tinta permanente - João Pires - "Ano Novo"

Vi incêndios de paixão pela vida
Quero fazer uma saída à inglesa
Amar-te sem norte
Partir para longe, para a linha do horizonte



Quero ser o campeão de mim próprio
Aquele que combate em campo fechado para defender a causa
Sonho ser vitorioso de um mundo melhor
Acordar e voar num golpe de asa



Ser ganhador de uma vida nova
Acordar conquistador de novas palavras
Triunfante num céu azul
Escrevendo palavras novas



Entrar à campeão no mundo das emoções
Viver mil vidas lendo livros
Empoderar muitos corações
Conceder tudo de mim próprio



Investir todo o leitor de mil vidas
Dar autoridade às palavras
Conceder belezas às palavras
Palavras ouvidas depois de proferidas



E a geringonça que ainda mexe
Coisa desajeitada é calão
Não se humilhe vexe
Estas palavras são jargão



Sou humanista, sábio e cientista
Quero ser intelectual, filósofo e pensador
Viajo nas palavras do amor
Nos livros amarelos do alfarrabista



Qual condição humana
Que se alimenta de palavras e pensamentos
Sou ser humano
Que procura pensamentos e argumentos



Tal qual a microcelafia
Que padece de crânio pequeno
Também é preciso escrever muito para apurar a grafia
Para ser bonita de olhar sereno



10-01-2017

João Pires


Para receber regularmente a poesia de João Pires e novidades sobre livros, visite https://mailchi.mp/2e03b85c7ee5/favoritus


Joao Pires

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Livro AMAR EM BAGOS DOURO de João Pires


"Ele ouviu muita música na sua infância passada em Lisboa e deteve-se em Coimbra para estudar Direito. Durante a Queima das Fitas, conheceu alguém que o encantou. Ela estudava Enfermagem. Mudaram-se para a Invicta, apaixonaram-se pela cidade, pelo rio Douro, pelos cruzeiros, pela paisagem de cortar a respiração e nasceu uma história de amor”


  
     Título: "AMAR EM BAGOS DOURO"
     Autor: João Pires
     ISBN: 978-989-20-7226-5
     Edição: Set-2017
     Editor: Edição do autor
     Idioma: Português
     Dimensões: 147 x 228 x 24 mm
     Encadernação: Capa mole
     Páginas: 258
     Classificação Temática: Literatura > Romance

  

Livro
Romance
AMAR EM BAGOS DOURO

favoritus@favoritus.net




tinta permanente - João Pires - "Poema para Ano Novo"

Poema para Ano Novo
Para um bom final de ano  
Olhando para trás sem arrependimentos
Como se o passado fosse um manual de aprendizagem
Sem mais argumentos   

Olhar em frente com esperança
Como quem espreita pela janela do tempo
Sem esquecer das boas lembranças

Viver o dia de hoje com o nascer do sol  
Até ao momento em que o sol se oculta
Numa feliz harmonia de linha do horizonte
Acendendo uma vela que a vida exulta

Feliz Ano Novo é o que te desejo
De olhos abertos, com sonhos numa mão e desejos na outra
E vou desfilando os dias do ano num alegre cortejo

Mais um ano que se encerra, empurrando desgostos, desalentos e tristezas  
Mais uma vez é hora de reacender a chama da vida
Com um gesto, um sorriso ou uma palavra
Não restando uma única dúvida

É hora de agradecer por tudo que aconteceu neste ano único da vida  
É hora de repensar as atitudes, o modo de vida  
Reparar caminhos e mudar tudo aquilo que precisa ser mudado
Sem esquecer o ciclo da vida

O tempo é o bem mais valioso que existe, e é preciso aproveitá-lo
O tempo dos relógios não segura a vida
E cada ano que se passa é um ano que já não volta atrás

Olho em frente e abro os braços à vida
Caminho seguro e respiro fundo
Aqui e agora fecho os olhos numa profunda inspiração
Não deixarei os anos passarem em nuvens passageiras  

Aproveitarei as boas energias do fim do ano que agora finda
E o espírito de amor do Natal que ainda respira
É tempo de reconciliação comigo mesmo
E de um tempo novo que palavras feias não atira

Já me perdoei por todos os erros cometidos
Já me resignei dos caminhos sem passagem
Dos destinos com promessas ínvias

Construindo o futuro, hoje, seguindo as palavras da inspiração
Percorrendo o meu caminho, na felicidade, paz e amor
Como um comboio, parando um pouco em cada estação

A vida acontece todos os dias
No Ano Novo que se aproxima, é tempo de renovação
Dias melhores virão, de plenitude e preenchimento

O final do ano também serve para agradecer o dom da vida
O tempo dos relógios que não cessa
Quero viver sem qualquer promessa

O ano está a chegar ao fim
Olho para trás com sensação do caminho percorrido
O tempo dos relógios não diz a que horas deixará de funcionar
Quero viver em pleno e harmonia com o planeta terra

E todos aqueles que lutam por uma vida melhor
Merecem ser reconhecidos pelo seu trabalho  
A felicidade, sentimento especial, merece ser partilhada
Sentimento de bem-estar para ser vivido

Cada ano que passa deve ser celebrado  
Um novo ano que se aproxima e que é símbolo de recomeço
Uma nova oportunidade para melhorar
Para procurar pensamentos positivos
E para encontrar a felicidade

A mudança do ano também é tempo de viajar
Destinos longínquos com praias exóticas
Ou simplesmente viajar da minha janela
Embaciada pela humidade da chuva  

Destinos em busca da estrela da felicidade
Porque o tempo dos relógios segue em frente
Um lugar ao sol debaixo do coqueiro

Sentado frente à lareira  
Com um livro debaixo dos olhos
Para onde a imaginação me leva
Para um lugar ao sol

Acordar para a realidade depois da crise
Encontrei pessoas mais significativas
Este é momento para reflexão e balanço de vida

26-12-2017
João Pires

autor do romance AMAR EM BAGOS DOURO

Para receber mais poemas e informações sobre novos livros, pf visite


quarta-feira, 8 de novembro de 2017

sábado, 21 de outubro de 2017

tinta permanente - João Pires - "Na rua sentado eu estou"

Na rua sentado eu estou
Vejos passar rostos fechados em passos apressados
Pés que se atropelam e nada querem
Cães que puxam os donos pela trela
Manhã apressada de nevoeiro sem rosto














Sentado eu estou no passeio
Vejo o chão da calçada e os pés de quem passa
Passos de corrida ritmada
Criança de bicicleta empurrada pelo pai
Matilha de cães que querem mais passeio

O final da tarde chega
O sol vem acariciar a minha pele
Esperei por ti e tu não vieste
De repente sinto um impulso
O coração bate mais rápido

Vejo um rosto ao longe
Finalmente chegaste
Vejo um sorriso na minha direcao
um alegre estender de braços

Sinto que alguém se dirige a ti
E se abraça num profundo enlevo
Nao eras tu, nem eu
Eu nao te vi

Quando o sol se despediu de mim
Quando o sol deixou de brilhar
Vejo alguém ao fundo
Quando já todos se tinham retirado
Quando eu me levanto para partir

Passos leves de algodão
Movimentos teus inconfundíveis
Suscitas a vontade de te abraçar
Como eu desejo que aquela silhueta
Sejas tu tornando em realidade o meu sonho

Conquistaste-me com o teu sorriso
Os meus olhos dirigem-se para ti
Finalmente estendes os braços
Dizes-me palavras doces
Abraço-te num profundo beijo


31-08-2017
João Pires


Para receber mais poemas e informações sobre novos livros, pf visite
https://mailchi.mp/2e03b85c7ee5/favoritus